Globo x SBT: a disputa para ter a Libertadores em TV aberta no ano que vem

Por Brejo News em 23/04/2022 às 12:13:07

A concorrência dos direitos de transmissão da Libertadores e da Sul-Americana é livre, ou seja, uma proposta financeiramente maior não garante automaticamente a vitória — a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) e a empresa que vende os pacotes, a FC Diez, podem levar em conta outros fatores para a escolha dos vencedores. O prazo para a entrega das ofertas terminou na quarta-feira (20) e o resultado deve ser divulgado até o fim da próxima semana.

Globo, detentora dos direitos até 2020, e o SBT, que tomou o lugar após a emissora do Rio rescindir com o início da pandemia, travam a disputa pelos direitos da Libertadores em TV aberta, apurou a coluna. São as duas empresas que interessam à Conmebol, por um principal motivo: retorno aos patrocinadores da competição.

Mais do que dinheiro, ter a exibição de seus parceiros durante a transmissão é ponto fundamental, e inegociável, para a Conmebol neste momento. Quando detentora, a Globo os omitia, o que o contrato permitia, mas o SBT tem exibido as marcas desde 2020. Mesmo se a emissora carioca oferecer mais dinheiro do que os paulistas, mas sem essas inserções no pacote, a escolha se daria pelo concorrente. A princípio a Record está fora da disputa.

A Conmebol negocia quatro pacotes: além da TV aberta, são dois para fechada e um para highlights, os melhores momentos das partidas que poderão passar com delay (atraso) de alguns minutos, como mostrou Rodrigo Mattos em sua coluna no UOL.

Em TV fechada, como há dois pacotes, a disputa está mais aberta. É improvável que o Grupo Disney perca um desses pacotes, apurou a reportagem. A questão é se eles ficarão com o premium, que dá direito a escolher primeiro o cardápio de partidas, ou com o segundo nível, que esteve com o Facebook nos últimos anos, com confrontos às quintas-feiras.

A Warner Media, com seu streaming HBO Max que detém os direitos da Liga dos Campeões da Europa para o Brasil, enviou uma oferta. O Grupo Globo, para o SporTV, que dividiu por anos a transmissão com a Fox na TV fechada, também fez uma proposta com valor alto.

Para os melhores momentos há interesse de empresas de streaming, mas também de redes sociais que poderiam usar influenciadores com programas durante as transmissões interagindo com os lances dos jogos, mesmo que com o delay — estilo de Casimiro Miguel na Twitch. A Conmebol e sua parceira entendem que há demanda para acordos comerciais em formatos assim.

Na Copa Sul-Americana, a Rede TV demonstrou interesse em TV aberta. Há entendimento de que mesmo se o pacote de aberta não for vendido, haverá demanda dessa vez na fechada, o que deve significar o fim, ou mudança de perfil, da TV Conmebol, canal pay-per-view presente hoje somente em algumas operadoras de TV a cabo e que tem exclusividade para o Brasil.

Fonte: terrabrasilnoticias

Comunicar erro

Comentários