propaganda

POLÍCIA FEDERAL INVESTIGA DESVIOS DE MAIS DE R$ 4 MILHÕES EM CONTRATOS REALIZADOS EM 2018 NO GOVERNO RICARDO COUTINHO

PolĂ­cia Federal cumpriu ao menos 12 mandados de busca e apreensão durante a operação 'livro aberto'.

Por Brejo News em 11/06/2024 às 12:20:08

Uma nova operação foi deflagrada na manhã desta segunda-feira (11) pela PolĂ­cia Federal na ParaĂ­ba.

O ClickPB apurou que a operação "Livro Aberto" tem como objetivo combater fraude à licitação, desvio de recursos pĂșblicos, corrupção passiva, corrupção ativa e lavagem de dinheiro, relacionados a contratos formalizados pela Secretaria de Estado da Educação no ano de 2018, Ășltimo ano da gestão de Ricardo Coutinho (PT).

As investigações relacionadas a supostas irregularidades nos contratos da educação foram iniciadas através da operação CalvĂĄrio, conduzidas pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério PĂșblico da ParaĂ­ba.

A estimativa é que os desvios sejam superiores a R$ 4 milhões.

De acordo com a assessoria da PF, até o momento foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), além da indisponibilidade de bens, valores, dinheiro e ativos dos investigados. Veja locais onde mandados de busca e apreensão foram cumpridos:

  • Em João Pessoa: bairros de Miramar, ManaĂ­ra, Altiplano, Tambauzinho;
  • Em Campina Grande: bairros de Monte Santo, Alto Branco, CentenĂĄrio e Malvinas;
  • MunicĂ­pio de Lagoa Seca;
  • Goiana (Pernambuco): praia de Ponta de Pedras;
  • Arapiraca (Alagoas): bairro Canafistula;

O cumprimento das medidas cautelares tem o objetivo de colher elementos informativos para investigação iniciada em 2019, que apura o possĂ­vel pagamento de propina a agentes polĂ­ticos no Estado da ParaĂ­ba.

De acordo com informações obtidas pelo jornalista Clilson JĂșnior, do ClickPB, entre os alvos das investigações devido a supostos desvios na secretaria de educação do estado, em 2018, estão deputados, ex-deputados e um conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB).

São investigados por supostos desvios na secretaria de educação, no ano de 2018:

  • Conselheiro do TCE/PB: Artur Paredes Cunha Lima;
  • Deputado Estadual: Lindolfo Pires;
  • Deputado Estadual: Branco Mendes;
  • Deputado Estadual: Tião Gomes;
  • Ex-Deputado Estadual: Artur Paredes Cunha Lima Filho;
  • Ex-Deputado Estadual: Edmilson Soares;

*com informações da PolĂ­cia Federal

Fonte: ClickPB

Comunicar erro
banner

ComentĂĄrios